terça-feira, 22 de março de 2011

Auto-Libertação

Havia se tornado três faces depois de, consequentemente, ter sofrido pressões e decepções. Uma diluída pela desilusão, outra ferida pelo desafeto e a sonolenta, causa dos caminhos traçados. Não sentia, apenas respondia com o olhar cansado. As pequenas pestanas balançavam como se estivessem em guerra consigo mesmas. A dor estava presente e as lembranças quase não existiam.
Poderia ter sido diferente, poderia ter feito outras escolhas...
O sorriso poderia ser constante, mas optou pelo suicídio. Não ingeriu dúzias de comprimidos, apenas desistiu.

Um comentário:

  1. escolhas e caminhos, labirintos tão distintos, próximos mas sozinhos..

    ResponderExcluir